O Couro Sintético É Vegano? Conheça Alternativas Mais Sustentáveis

O Couro Sintético É Vegano? Conheça Alternativas Mais Sustentáveis

Adotar um estilo de vida vegano significa muito mais do que apenas excluir alimentos de origem animal.

Significa excluir todas as formas de exploração animal, incluindo produtos de indústrias como a moda ou entretenimento. Por outras palavras, ser vegano também é não contribuir para produtos com couro ou lã e não visitar locais como zoológicos ou aquários.

Um tecido conhecido como “couro PU” pode confundir muitas pessoas e, para alguns, pode sugerir uma combinação de dois materiais: poliuretano e couro.

Então… O que é Couro PU? Será Vegano?

Couro 100% PU é um tecido sintético, feito inteiramente de plástico, por isso é vegano. No entanto, é importante distinguir entre couro 100% PU e outras formas de couro, porque podem ser mencionados da mesma maneira, embora sejam diferentes.

Se estás interessado(a) em aprender mais sobre este tópico em específico, ao longo do artigo, explico em detalhe o que é o couro PU, como é manufaturado, e nomeio as diferenças entre couro PU e outras formas de couro, para que possas diferenciá-las melhor.

Poderás também descobrir se o couro sintético é a melhor alternativa, ou se existem soluções mais ecológicas.

O Que É Couro Sintético/ Couro PU?

Couro PU, também conhecido como couro sintético, é um tecido artificial feito de um polímero termoplástico amplamente utilizado no fabrico de móveis e calçado. Geralmente, o couro PU é completamente artificial e considerado vegano.

Contudo, nem todo o couro PU é inteiramente assim. Mencionei anteriormente que couro PU e outras formas de couro podem ser mencionadas da mesma maneira, e é importante diferenciá-las.

Existem formatos que incluem couro real na composição e que podem ser nomeados de couro PU, como:

  • Couro bicast;
  • Couro split;
  • Couro reconstituído.

O couro bicast, por exemplo, é um material feito de um subproduto de couro (de qualidade inferior) revestido de poliuretano, e por isso não é vegano.

As outras formas de couro PU que não são veganas, seguem um padrão semelhante, no qual o material base é de origem animal, mas a meio ou no final do processo, o poliuretano é incluído.

Infelizmente os rótulos de produtos que incluem couro verdadeiro não vão a favor da população vegana.

O Vegetarian Research Group fez uma investigação em que se percebeu que o Couro PU pode ter um de dois significados:

  • o produto é 100% derivado de plástico e é de facto sintético;

ou

  • o produto é uma parte plástico/polímero e uma parte subproduto de couro.

Através da mesma investigação perceberam que termos como «imitação ao couro», «couro falso» ou «plástico» não indicam se o produto contém ou não alguma quantidade de couro.

As recomendações que existem vão de encontro às necessidade do consumidor não ser enganado, ao comprar um produto que é uma imitação de couro invés de couro verdadeiro. As recomendações esqueceram-se da outra versão da moeda: pessoas que não querem ser enganadas, ao comprar um produto que pensam não ser feito de couro e afinal é. 

É importante diferenciar o couro 100% PU de outras formas, caso contrário, corremos o risco de comprar um produto de origem animal.

Como Identificar Couro PU Vegano?

Ao entrar dentro de uma loja, identificar couro PU vegano pode ser um desafio, já que depende da precisão da etiqueta.

Além da composição descrita na etiqueta, existem algumas coisas que podemos ter em consideração de forma a fazer um despiste rápido:

  • Couro sintético é geralmente muito mais barato;
  • Couro sintético tem um cheiro característico a químicos/plástico, que o couro verdadeiro não tem;
  • Geralmente o couro real contém algumas imperfeições e grão genuíno. O couro sintético tende a ter uma aparência mais padronizada e “perfeita”.

No entanto, isto não é suficiente para garantirmos que o produto é livre de couro animal.

Algumas coisas que podemos fazer para não sermos enganados são:

  • Ler todos os materiais que foram utilizados;

Parte do produto pode ser feito com couro 100% PU, mas existirem outras partes do produto que contenham couro real.

  • Procurar percentagens;

Verificar que o rótulo indica 100% PU ou 100% sintético.

  • Pesquisa no website do vendedor;

Uma pesquisa no website do vendedor poderá fornecer informação mais detalhada sobre os materiais e processo de fabrico do produto.

  • Contactar o fabricante;

Se o rótulo apenas indica «couro PU» , sem a percentagem, e a pesquisa no website não foi útil, o ideal é contactar o fabricante diretamente.

Comprar Couro PU Vegano Online

Ao visitar a Amazon ou qualquer outro website de retalho online é importante verificar as informações detalhadas que as marcas providenciam, de forma a minimizar o risco de comprar um produto com couro verdadeiro.

Aqui está um exemplo de uma mochila de couro PU vegano:

Mochila de Couro PU Vegano

Normalmente, para um produto vegano, a marca terá interesse em mencionar que o produto é vegano. No título dos artigos, frequentemente se encontra a palavra-chave «vegano» , que é um sinal claro de que o produto não tem materiais de origem animal.

Se não encontrarmos a palavra-chave no título, verificamos a descrição.

Um atalho mais rápido para perceber se um produto é vegano é pressionar CMD (ou CTRL) + F, o que fará uma barra de pesquisa integrada aparecer, permitindo pesquisar facilmente a palavra-chave desejada.

CTRL+F

Algumas páginas de produto poderão não descrever todos os detalhes que precisamos de saber, e neste caso, podemos contactar o vendedor ou o apoio ao cliente da respetiva marca.

Couro Sintético é a Melhor Alternativa de Couro Vegano?

Acredito que a resposta a esta questão se resume ao que cada um pretende de um produto. Se procuras um produto barato, couro sintético é certamente a melhor opção. Se procuras um produto de maior qualidade, couro sintético não me parece a melhor alternativa.

Alguns prós de comprar Couro PU:

  • É significativamente mais barato do que outros materiais (talvez com a exceção do PVC);
  • Não absorve água, tornando-o fácil de limpar;
  • Pode ser feito numa variedade de cores e estilos.

Os contras de comprar Couro PU, são:

  • Não é tão respirável;
  • Pode ter um cheiro a químicos forte;
  • Desgasta-se facilmente e pode rachar, sendo muito menos durável;
  • Pode ser perfurado ou rasgado com mais facilidade.

Naturalmente, como veganos, a escolha certa é de evitar produtos que contenham componentes de origem animal. No entanto, alternativas sintéticas ao couro, feitas de plástico, são prejudiciais ao meio ambiente, pois geralmente não são biodegradáveis.

Couro PU é Mau Para o Ambiente?

O poliuretano recebe muitas críticas porque é visto como equivalente ao mesmo plástico encontrado no oceano.

No entanto, é importante compreender que nem todo o plástico é criado da mesma forma.

O plástico que vemos frequentemente em fotos trágicas é chamado de termoplástico, que corresponde a 95% dos plásticos que vão parar aos oceanos. Por outro lado, os plásticos de poliuretano representam cerca de 2%.

De acordo com os fabricantes de uretano, os motivos pelos quais o poliuretano representa esta menor percentagem é por durar mais e porque as indústrias que o utilizam não descartam os seus produtos com frequência, minimizando a quantidade de poliuretano que se junta ao fluxo de resíduos no oceano.

Além disso, quando o poliuretano é decomposto no meio-ambiente, ele divide-se em moléculas inertes, o que significa que não reagem ou acumulam toxicidade no ambiente natural.

Um outro problema do poliuretano é a sua produção, que envolve pintura de poliuretano, envolvendo solventes muito tóxicos. Algumas versões mais recentes utilizam um revestimento à base de água que é mais confiável.

Não Confundir PU com PVC

O poliuretano e o cloreto de polivinilo não são a mesma coisa. Na sua produção, o PVC, produz dioxinas prejudiciais e utiliza cloro altamente tóxico.

É considerado pela Greenpeace, o tipo de plástico mais prejudicial ao meio ambiente. 

Existem alternativas ao couro muito mais promissoras para o meio-ambiente do que o couro sintético, feito de PU ou PVC.

Alternativas Veganas ao Couro PU

Piñatex

Produção de Piñatex
Piñatex, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons.

Também conhecido como couro de abacaxi, o piñatex é uma alternativa amplamente utilizada feita a partir da fibra da folha do abacaxi, que é um subproduto agrícola da colheita do abacaxi que costuma ser queimado ou considerado um resíduo.

A utilização de piñatex pelas empresas é inspirada na economia circular e valores Cradle to Cradleconsiderando todo o ciclo de vida do material e projetando produtos que sejam benéficos para as pessoas e para o meio-ambiente.

Embora o piñatex seja um material bastante nicho e sustentável, ele já é utilizado tanto por pequenas como grandes marcas como a Hugo Boss, Po-Zu, Votch e Nae.

A Zouri é uma marca portuguesa de calçado vegano que utiliza plástico recolhido de praias portuguesas e materiais sustentáveis e ecológicos, como o piñatex.

Couro de Cogumelo

Micélio
Tobi Kellner, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons.

O couro de cogumelo pode ser produzido de diferentes formas, podendo ser tratado da mesma forma que o couro animal, mas utilizando apenas técnicas naturais.

O couro de cogumelo além de ser um material muito sustentável, repele a água, não é tóxico e é durável o suficiente para criar itens de moda que tradicionalmente são feitos com couro animal.

Couro de Maçã

Casca de Maçã
Image by Der_Mentor from Pixabay.

O couro de maçã é feito com sobras de maçã deixados, por exemplo, por indústrias de produção de sumos. Vários produtos podem ser fabricados utilizando esta alternativa, como carteiras e mochilas.

Ainda que sejam utilizadas sobras de maçã, ainda é utilizado plástico para conceber este tipo de couro vegano.

As cascas de maçã são secas, reduzidas a pó e misturadas com poliuretano, que age como elemento de ligação.

Algumas marcas que criam produtos com este tipo de material são a Samara, Veerah e Oliver Co.

Cortiça

Mala de Cortiça
Photo: Handtaschen aus Kork aus Portugal by Marco Verch under Creative Commons 2.0.

A cortiça é geralmente considerada sustentável, pois apenas a casca do sobreiro é retirada, sem ser necessário cortar a árvore. Os sobreiros não requerem preparação do solo, irrigação, pesticidas ou herbicidas.

Apesar da matéria-prima principal ser a cortiça, geralmente o produto precisa de uma base têxtil para ganhar forma. Nessa base têxtil podem ser utilizados diferentes materiais como o algodão e poliéster, ou uma mistura de materiais.

É uma ótima alternativa vegana, pois é um material sustentável e durável ainda que a textura e aparência sejam diferentes do couro animal. O produto final pode ainda ter diferentes cores e padrões.

Em Portugal, a utilização de cortiça para produzir carteiras, mochilas, cintos, porta-chaves, etc. é uma prática comum, uma vez que é um recurso local.

Couro Biofabricado

Dentro das alternativas veganas, o couro biofabricado é provavelmente a opção menos popular e menos coberta pelos media.

É um couro de imitação feito de colagénio, sem materiais de origem animal ou químicos tóxicos. Embora as invenções da Modern Meadow ainda não estejam completamente acessíveis, estão a moldar o futuro de como os produtos podem ser feitos.

Modern Meadow é uma empresa americana de biotecnologia que usa biofabricação para criar materiais sustentáveis. De acordo com ela, o couro biofabricado é  «Capaz de ter qualquer densidade. Segurar em qualquer molde. Criar qualquer forma. Assumir qualquer textura. Combinar com qualquer outro material. Ser de qualquer tamanho. Um líquido. Um sólido. Uma anomalia.»

Estas alternativas são muito interessantes, no entanto, o que ainda pode ser um problema é a sua acessibilidade (p.ex: preço elevado do calçado feito com piñatex) e o quão escaláveis se podem tornar.

Infelizmente, a maioria das empresas que utilizam este tipo de alternativas, vendem para um nicho específico (ou pequeno grupo de indivíduos específicos), o que não é suficiente para o objetivo de travar a utilização de couro ou de materiais tóxicos.

Conclusão

Couro 100% PU é vegano, pois é inteiramente fabricado com materiais sintéticos.

No entanto é preciso ter cuidado porque algumas empresas podem declarar que o produto é feito com couro PU, mas na verdade ser couro real revestido de poliuretano.

Se na etiqueta não estiver descrita a percentagem (ex: 100% PU) e estiver apenas escrito «couro PU», é melhor procurar mais informação sobre o produto, e contactar o fabricante se necessário.

O couro sintético também pode ser feito de PVC, que é diferente do PU. O PVC parece ser mais perigoso para o ambiente e para a nossa saúde.

Além disso, existem alternativas veganas ao couro mais sustentáveis do que o couro sintético, como o piñatex e o couro feito de cogumelos.

Cláudia Reis

O meu nome é Cláudia e tornei-me vegana há quatro anos. Tenho licenciatura em fisioterapia, adoro viajar e aprender sobre o corpo humano, veganismo e sustentabilidade. O amor que tenho pela natureza leva-me a querer contribuir para a liberdade e bem-estar animal.

17 Marcas de Queijo Para Veganos (E Ainda 3 Receitas Deliciosas)
Previous Post 17 Marcas de Queijo Para Veganos (E Ainda 3 Receitas Deliciosas)
As Pipocas São Veganas? Descobre Tudo o Que Precisas de Saber
Next Post As Pipocas São Veganas? Descobre Tudo o Que Precisas de Saber