Granado/Phebo É Uma Marca Vegana?

Granado/Phebo É Uma Marca Vegana?

A Granado Pharmácias é uma empresa brasileira de produtos de cosmética, medicamentos e perfumaria que existe desde 1870.

A Granado e a Phebo são vistas em conjunto, pois em 2004 a Phebo passou a fazer parte do grupo Granado.

Apesar desta empresa ter por princípio ingredientes medicinais e de base vegetal, esta não é atualmente considerada uma marca vegana nem livre de crueldade.

Ao longo deste artigo vou mostrar o porquê de uma empresa brasileira que tinha tudo para ser uma boa aposta, não é.

Produtos Granado Têm Ingredientes Animais?

Para uma marca ser considerada vegana precisa de passar por vários “testes”.

Todos os seus produtos devem ser 100% livres de ingredientes de origem animal e não podem em momento algum do processo ser testados em animais, ou ter alguma correlação com crueldade animal.

Ingredientes Dos Produtos Granado | Phebo

Infelizmente, a marca Granado vende uma quantidade alargada de produtos que contêm ingredientes de origem animal, e por isso não é uma marca que possa ser considerada 100% vegana.

Apesar disso, a marca vende também muitos produtos que são livres de ingredientes de origem animal.

Lista de produtos que contêm um ou mais ingredientes de origem animal:

  • Linha Antisséptica: Sabonetes em Barra Fresh e Sport (lanolina);
  • Linha Barbearia: Espuma de Barbear (alantoína, ácido esteárico, glicerina);
  • Linha de Bebé: Condicionadores (álcool de lanolina) e Creme Protetor de Seios (lanolina);
  • Linha Glicerina: Sabonetes em Barra e Líquido Mel e Creme Nutritivo de Glicerina Mel (extrato de mel);
  • Linha Pet: Shampoo Silicone e Condicionadores (aminoácidos da seda);
  • Linha Pink: Esmaltes Fortalecedores (seda), esfoliante de pedra-pomes (cera alba) e Reparador de Calcanhares Danificados (lanolina);
  • Linha Maquiagem: Base Alta Cobertura, Batom Brilho Natural, Iluminador Mousse e Lápis Delineador de Olhos;
  • Linha Terrapeutics: Todos os Hidratantes (estearato de glicerol, ácido esteárico, álcool cetoestearílico, polisorbato, álcool cetílico);
  • Linha Tratamento: Sabonete em Barra Lanolina;
  • Todos os Condicionadores Granado | Phebo, com exceção do Castanha do Brasil e Lavanda (álcool de lanolina).

O Que São Estes Ingredientes?

Alguns produtos passam despercebidos, pois incluem ingredientes com nomes que desconhecemos e não compreendemos, mas que têm origem animal. Nos produtos que especifiquei em cima encontrei:

Lanolina – origem animal – um produto das glândulas de óleo das ovelhas, extraído da sua lã.

Álcool de lanolina – origem animal – produzido a partir da lanolina.

Mel – origem animal – produzido pelas abelhas a partir do néctar recolhido de flores e processado pelas suas enzimas digestivas. É armazenado em favos nas suas colmeias, sendo o seu alimento.

Cera Alba – origem animal – Cera obtida a partir do favo de mel, derretendo-o com água a ferver, coando e arrefecendo.

Seda -origem animal – A seda é a fibra brilhante produzida pelos bichos da seda para formar os seus casulos. Estes bichos são fervidos em seus casulos para obter a seda. É mais frequentemente utilizado no fabrico de tecidos. O pó de seda é obtido da secreção do bicho da seda, e é frequentemente utilizado como agente de coloração em pós faciais, sabonetes, etc.

Alantoína – vegano ou de origem animal – proveniente do ácido úrico de mamíferos, geralmente vacas. Também encontrado em muitas plantas, especialmente confrei. É especialmente utilizado em cosméticos (predominantemente cremes e loções) e tratamento de feridas e úlceras. Também pode ter origem sintética.

Ácido Esteárico – vegano ou de origem animal – quando de origem animal, uma gordura de vacas, porcos e ovelhas, etc. Também pode ser de origem vegetal, incluindo manteiga de cacau e manteiga de karité. Usado em cosméticos, sabonetes, lubrificantes, velas, spray de cabelo, condicionadores, desodorantes, cremes, gomas de mascar, aromatizantes alimentares.

Glicerina – vegano ou de origem animal – proveniente de óleos e gorduras de origem animal ou vegetal.

Álcool cetílico – vegano ou de origem animal – proveniente da cera originalmente encontrada no espermacete de cachalotes ou golfinhos, mas agora mais frequentemente derivada do petróleo.

Álcool cetoestearílico – vegano ou de origem animal – é uma mistura de álcoois graxos: álcoois cetílicos e estearílicos.

Polisorbato – vegano ou de origem animal – derivado de ácidos gordos. É feito de sorbitano polietoxilado (composto químico derivado da desidratação do álcool de açúcar) e ácido oleico, um ácido gordo encontrado nas gorduras animais e vegetais.

Granado Testa Em Animais?

Uma marca pode não ser 100% vegana, ter alguns produtos de origem animal, mas ter outros completamente veganos. Para isso, a marca precisa de ser cruelty-free e não testar os seus produtos em animais.

Apesar de estar explícito no website da Granado, eu contactei diretamente a empresa que me explicou que a Granado| Phebo não concorda com atividades que provoquem sofrimento aos animais, por isso, a empresa adota a política de não realizar testes de eficácia, irritabilidade, fotossensibilidade e fototoxicidade em animais; e procura trabalhar com fornecedores que adotem essa mesma política.

Garantiu também que não contratam empresas terceirizadas para realizar testes em animais.

No entanto, fica uma lacuna nos ingredientes que são utilizados para fabricar os produtos. A afirmação de que a empresa procura trabalhar com fornecedores que adotem a mesma política, não é uma garantia de que os seus fornecedores não testam em animais.

Granado Vende na China?

Como sabemos a China anda sempre na boca do mundo, pois os cosméticos importados por este país passam por procedimentos em que são utilizados testes em animais. Por isso, esta é sempre uma pergunta pertinente para todas as marcas de cosméticos.

A Granado | Phebo não vende na China. A marca trabalha com uma empresa americana que tem uma fábrica situada na China e alguns itens da linha de Maquiagem Phebo são produzidos lá. No entanto, os itens não são comercializados na China e também não são testados em animais.

Sim, parece que os cosméticos importados pela China precisam sempre de ser testados em animais. No entanto, o mesmo não é obrigatório para os cosméticos produzidos na China, embora este seja um método que possa ser utilizado.

Proprietários da Granado

A situação é um pouco mais complicada do que aquilo que escrevi até agora.

Em Outubro de 2016, a empresa espanhola Puig passou a ser proprietária de 35% da Granado.

A Puig é uma multinacional que desenvolve a sua atividade nos setores da moda e perfumaria, tendo marcas como a Nina Ricci, Carolina Herrera, Jean Paul Gaultier, Paco Rabanne, entre outros nomes bem conhecidos.

Infelizmente, a Puig vende na China, e por isso, está diretamente relacionada com o sofrimento animal. A companhia parece não se manifestar relativamente aos testes em animais e não encontrei nenhuma política nesse sentido.

É um assunto complicado e pode ser controverso. Pois apesar da Granado não testar os seus produtos em animais, o seu proprietário de 35 %, testa. No final os lucros são partilhados, beneficiando uma multinacional que testa em animais, procedimento que provavelmente não se alterará num futuro próximo.

Conclusão

A Granado não é uma marca vegana e não pode ser considerada livre de crueldade.

Apesar de ter produtos livres de ingredientes de origem animal, tem também muitos que contêm ingredientes como a lanolina, seda, mel e cera de abelha.

A marca não testa os seus produtos em animais, e embora procure fornecedores que façam o mesmo, não parece existir uma garantia de que os ingredientes utilizados não sejam testados em animais.

Além disso, 35% da Granado é da multinacional Puig, empresa que vende na China e que por isso não é cruelty-free.

Para finalizar, quero realçar que a Granado é uma marca que parece ser transparente e que não hesitou no momento de esclarecer as minhas dúvidas. Aparenta preocupar-se minimamente com os animais, ainda que tenha alguns aspetos a melhorar.

Cláudia Reis

O meu nome é Cláudia e tornei-me vegana há quatro anos. Tenho licenciatura em fisioterapia, adoro viajar e conversar sobre o corpo humano, veganismo e sustentabilidade. A liberdade é um valor que prezo muito e por isso nada é melhor do que poder contribuir para a liberdade dos animais.

Será Que Miojo É Vegano? Descubra Aqui
Previous Post Será Que Miojo É Vegano? Descubra Aqui
14 Bases Veganas Para Mulheres Éticas
Next Post 14 Bases Veganas Para Mulheres Éticas