As Trufas São Veganas? Tudo O Que Precisa De Saber

As Trufas São Veganas? Tudo O Que Precisa De Saber

A não confundir com as trufas de chocolate, as trufas sobre as quais escrevo neste artigo são um tipo de fungo que cresce em redor de árvores e que está disponível em diferentes variedades, incluindo trufas negras, brancas, chinesas, de verão e de inverno.

Muito como os cogumelos, as trufas são tecnicamente consideradas veganas, pois são fungos. No entanto, como as trufas crescem abaixo do solo (ao contrário dos cogumelos), são utilizados cães para localizá-las – um sistema que pode ser considerado cruel para os cães, pois os cães farejadores de trufas são criados para este propósito.

Neste artigo vou entrar em detalhe sobre o que são as trufas, como são cultivadas, porque são tão caras, e explicarei os dois pontos de vista que dividem as opiniões de veganos sobre este ingrediente específico.

O Que São Trufas

As trufas são fungos subterrâneos cultivadas em solos calcários, próximas às raízes de árvores como os carvalhos e as aveleiras.

São produzidas em países como a França, Itália, Austrália, Nova Zelândia, China, Norte de África, Médio Oriente e Noroeste do Pacífico.

Embora sejam fungos como os cogumelos, existem diferenças significativas entre os dois.

As trufas, ao contrário dos cogumelos, crescem no subsolo enquanto os cogumelos crescem acima do solo. Além disso, embora ambos tenham um toque de sabor a terra, as trufas não sabem como os cogumelos tradicionais.

caça de trufas

Tanto as trufas como os cogumelos são fungos com corpo frutífero, a sua parte reprodutora.

As trufas têm o seu corpo frutífero abaixo do solo enquanto os cogumelos têm o seu corpo frutífero acima do solo. Em ambos os casos, esta é a parte do fungo que nós, humanos, consumimos.

As trufas formam uma relação simbiótica com as raízes das árvores em seu redor. Ao crescer, desenvolvem uma rede de filamentos chamada de micélio, que lhes permite trocar água e nutrientes com as árvores, beneficiando-se mutuamente.

Como São Produzidas As Trufas

A produção de trufas pode levar de quatro a oito anos e a taxa de rendimento é geralmente dececionante, por isso são tão caras – muita demanda para uma oferta muito limitada.

O seu cultivo é feito inoculando as raízes de árvores jovens com esporos de trufas.

À medida que as árvores crescem, o mesmo acontece com as trufas, uma vez que estabelecem a relação simbiótica.

Quando chega o tempo da colheita, os agricultores usam animais especialmente treinados, com o olfato apurado para farejar os aromas distintos das trufas.

Apesar disso, contar com estes animais não garante uma colheita bem-sucedida, muitos produtores de trufas fracassam por causa de outros fatores como clima, solo ou azar.

As trufas brancas da Europa são vendidas por até 3.600$/quilo, tornando-as um dos alimentos mais caros do mundo. Esta situação não é surpreendente se tivermos em consideração a dificuldade de produção e a baixa taxa de rendimento.

Animal Caçador de Trufas

Uma vez que animais são utilizados na sua colheita, é difícil determinar se as trufas são ou não veganas, embora, tecnicamente não sejam derivadas de animais.

Tradicionalmente, eram localizadas por porcas fêmeas, porque o seu aroma quando maduras contém feromonas semelhantes às emitidas por um porco macho. No entanto, é extramente difícil convencer a porca a não comer a trufa.

Porco

Em alguns países, como por exemplo Itália, o uso de porcos foi proibido desde 1985, devido aos danos que causam ao micélio e ambiente em redor das trufas enquanto escavam para as encontrar, reduzindo a produtividade das mesmas.

Hoje em dia, o animal de eleição para a “caça” da trufa é o cão, que é treinado e contenta-se com um mimo alternativo, sem causar estragos na produção.

Embora sejam boas notícias para os porcos, os cães tornaram-se automaticamente mais valiosos e surgiu a necessidade de criar cães propositadamente para encontrar este fungo.

A criação de cães farejadores envolve a formação de associações olfativas positivas com trufas (ou óleo de trufas).

De acordo com os treinadores, os cães estão divertir-se e ficam felizes em procurar trufas porque é uma atividade divertida, semelhante a um jogo.

Organizações pelos Direitos Animais Não Concordam

A Peta escreveu um artigo intitulado “Porque ninguém deveria apoiar um criador de cães”, que aponta qual é o principal problema da criação de cães – aproveitar o sistema de reprodução dos cães para obter lucro, ideia que vai contra a definição de veganismo.

Ao transformar um ser vivo num produto, o processo torna-se imoral. Além de existir a exacerbação da superpopulação de cães, quando já existem 6 milhões de animais que acabam sem lar todos os anos, metade dos quais são sacrificados porque não existe abrigo suficiente para todos.

Em várias investigações, a Peta expôs criadores de cães que mantêm os cães em gaiolas pequenas e sujas, causando-lhes muito sofrimento e angústia.

Não sugiro que seja exatamente isto que acontece com os cães farejadores de trufas, mas a criação de cães em si não é considerada vegana, uma vez que os animais são tratados como produtos e em alguns cenários, são tratados de forma muito injusta.

Conclusão

Tecnicamente, as trufas são fungos, muito parecidos com os cogumelos, adequados a veganos.

No entanto, ao contrário dos cogumelos, as trufas são encontradas usando cães farejadores, criados especificamente para este propósito. Isto leva a alguns dilemas éticos.

Por um lado, a criação de cães, transforma-os em produtos, pois na realidade, alguém está a ter lucro ao criar e treinar estes animais. Por outro lado, os cães são utilizados para encontrar trufas, que são vendidas para obter lucro, o que significa que o cão é utilizado como uma ferramenta.

Pode argumentar-se que os cães são tratados de forma ética e que se divertem enquanto procuram trufas, mas isso não muda o facto destes cães serem vistos como produtos.

Cláudia Reis

O meu nome é Cláudia e tornei-me vegana há quatro anos. Tenho licenciatura em fisioterapia, adoro viajar e aprender sobre o corpo humano, veganismo e sustentabilidade. O amor que tenho pela natureza leva-me a querer contribuir para a liberdade e bem-estar animal.

4 Suplementos De Vitamina D Para Veganos
Previous Post 4 Suplementos De Vitamina D Para Veganos
17 Marcas de Queijo Para Veganos (E Ainda 3 Receitas Deliciosas)
Next Post 17 Marcas de Queijo Para Veganos (E Ainda 3 Receitas Deliciosas)